Nota Oficial: As Brigas na Arquibancada Norte da Arena

Quando um pano (trapo) passa a ser mais importante do que as cores que ele deveria representar, temos uma inversão enorme de valores.

Brigas no futebol existem desde os primórdios deste esporte apaixonante, tendo, inclusive, contribuído, no passado, para que este esporte se tornasse o maior esporte do mundo. Porém, estas brigas do passado em nada tem a ver com o que estamos vivendo atualmente. Hoje as brigas tem a ver com poder, dinheiro e não com a paixão pelas cores clubísticas. O que também não significa que brigas por este último motivo sejam aceitas na sociedade moderna.

Temos presenciado, de forma recorrente, situações de conflito envolvendo indivíduos pertencentes a torcidas organizadas do Grêmio no setor Arquibancada Norte da Arena do Grêmio. Muitas vezes esses grupos não se denominam como torcida organizada, não estando adequados as determinações legais como cadastros e outras formas de controle.

Estas situações, que em nada tem haver com o amor às cores tricolores, transformam esta "torcida" em algo maior que o Grêmio. Situações como a de ontem tem com frequência prejudicado o clube, assim como foi no Gauchão e como poderá ser num momento tão importante quanto a Libertadores.

Não é nossa intenção acabar com aquele espaço democrático e barato, onde a grande maioria das pessoas que ali vão o fazem para apoiar o Grêmio. Porém, cabe com urgência a direção tricolor identificar os baderneiros (os 23 de ontem, por exemplo), e, se forem sócios do Grêmio, extinguir este vínculo.

Além disso, cobramos do serviço de segurança do Estado que cumpra as determinações impostas aos envolvidos, especialmente aos recorrentes, de afastamento dos estádios e cumprimento de apresentação em delegacia durante os jogos quando este for o caso ou outras medidas cabíveis que previnam efetivamente novos episódios como o que vimos nesta quinta-feira.

Sugerimos que sejam adotadas medidas que permitam a perfeita identificação das pessoas neste setor quando do seu acesso a Arena para o efetivo cumprimento das penas. A requisição de apresentação de documento de identidade, o uso de câmeras de segurança ou sistemas biométricos são apenas algumas alternativas. Até porque neste setor não existe lugar marcado.

Ainda, para que se dê um basta nisto, vez que a força motriz desta situação de conflito é o poder e o resultado econômico deste poder, que o Conselho Deliberativo de seguimento à investigação sobre os valores que foram destinados a torcidas organizadas na última gestão.

Certos de que queremos o Grêmio Campeão e que sua torcida possa desfrutar com alegria a todos os momentos de congraçamento que é um jogo de nosso time, assim nos posicionamos.

Sócios Livres – Grêmio de Todos

11/04/2014