Criciúma X Grêmio

O jogo do Grêmio em Criciúma prometia ser mais uma vitória do time do Renato, pois o dono da casa vinha de uma eliminação na Copa do Brasil e nossa torcida se faria presente em peso, como é tradição nos jogos do Heriberto Hulse, desde sempre.
O jogo passou claramente pela decisão do treinador, de deixar o Riveros em Porto Alegre para levar o jovem Maxi Rodrigues na delegação. Sabemos que os Catarinas nunca aceitam facilmente um resultado contrário, principalmente para os Gaúchos. Resumo, fizemos um jogo debaixo de chuva, em um campo pesado e iniciando com 2 meninos na cabeça de área, oque não nos deu a supremacia esperada, em relação a um time de médio para baixo, como o Criciúma. Oque era a idéia inicial para o jogo ontem, em um contexto de proposta do Grêmio, não deu certo. Levando-se em conta a tradicional felicidade do jogador Wellinton Paulista contra o Grêmio, sabíamos que o confronto não seria simples. Após alguns minutos de jogo, vimos o menino Biteco, começando a se encontrar na partida e dar sua contribuição como elemento surpresa no ataque gremista, mas quando foi cumprir sua função no controle da cabeça de área, acabou por demonstrar sua juventude, sendo expulso. Após isso, devido a lesão do Werley e um time com 10, acabamos levando um gol do W Paulista, exatamente em cima do Cris, jogador que entrou no lugar do machucado e que deixou o setor de defesa mais uma vez exposto sua falta de qualidade. Com 1 X 0 contra, o time do Grêmio conseguiu reposicionar-se na partida e ao final do primeiro tempo com Zé Roberto em um grande passe de Ramiro, marcou seu gol de empate. Com o prisma do otimismo, que caracteriza nosso site, sentimos que seria a hora de voltar para o segundo tempo de maneira mais tranquila podendo levar uma possível vitória na base dos contra ataques.
Com esta proposta voltamos ao campo, mas Vargas um jogador de seleção e exatamente quem com sua velocidade nos dava a possível esperança, de uma bola longa para criar uma chance de resposta a pressão do time da casa, após perder um gol dentro da área, sendo servido por Zé Roberto em bela jogada pela esquerda, fez a grande bobagem de dar um chutinho nas nádegas de Amaral e acabou sendo expulso. À partir daí, o time tricolor acabou por se transformar em uma imensa defesa e em poucas estocadas, como a do Pará pela direita tentou alguma reação. Seguinte providência do Renato foi colocar Gabriel, para sustentar um empate que parecia uma bom resultado para o momento, mas não deu boa resposta e acabamos por levar o gol, que seria o da vitória do Criciúma. Após isso ainda tivemos uma chance de empate, mas Kleber que hoje em dia, é mestre em declarações, em arranjar confusão e em perder gols, confirmou essa tríade de suas atuações nos últimos tempos e perdeu a oportunidade que seria a última nesse jogo.
Caímos na tabela, perdemos a chance de encaminhar campanha e agora é buscar contra um Fluminense em crise, a próxima vitória.
Agora é para o pessoal comentar ...