Dia de estreia na Libertadores!

Acompanho o Grêmio na Libertadores desde 1982, e, a cada participação, no dia da estreia, o meu coração tricolor fica mais agitado. Parece que as horas demoram demais para passar. Acordo e a primeira coisa que me vem à cabeça é aquela música: Grêmio, Grêmio, nós somos campeões da América!

Almoço pensando se a zaga irá suportar o ataque do time adversário, se o meio campo será pegador e ao mesmo tempo irá suprir o nosso ataque. Passo o dia imaginando situações e a música não me sai da cabeça.

Devia ter um estudo científico com o cérebro dos torcedores do Grêmio e o efeito que a Libertadores causa nele. Sei lá, assim como existe a parte que guarda a inteligência e a razão, nos lóbulos, deve existir uma parte que se destaca quando o Grêmio está na Libertadores. Deve ser uma parte azul, preta e branca, que no dia de estreia na Libertadores traz ao gremista um misto de emoção e ansiedade.

Que chegue logo a hora do jogo! Que nossos jogadores honrem o manto e que a música na minha cabeça se concretize como em 83 e 95.

“Grêmio, Grêmio, nós somos campeões da América!”

Rumo ao Tri!!!!

Fernando Junqueira
Integrante do Sócios Livres - Grêmio de Todos