Gestão Profissional?

Caros Sócios, amigos gremistas, mais uma vez vou expressar minha opinião pessoal, e reafirmar que esta opinião não expressa o que o grupo Sócios Livres-Grêmio de Todos, que faço parte, pensa.

Quando trabalhei para ajudar a eleger o presidente Koff, o maior presidente histórico do Grêmio, falei diretamente para ele em uma reunião no seu escritório que apesar da sua história, eu estava apoiando o projeto que ele estava encabeçando, o PROJETO AVANÇAR JUNTOS, que estava embasado em PROFISSIONALISMO na gestão, e o que vejo?

Vejo a velha política de sempre, baseada em cargos a amigos e em um bando de "puxa sacos" rodeando o poder com quase nenhum conhecimento profissional.

Ora, o GRÊMIO é um clube de Futebol, criado para jogar FUTEBOL e que em torno do futebol arregimentou mais de 8 milhões de torcedores fanáticos.

Saí agora pouco da Arena, e não me impressiono com o resultado, pois o jogo de futebol também tem resultados imprevisíveis, baseado na beleza do jogo, portanto não estou fazendo a avaliação dos 3x2 para um time na zona de rebaixamento, até porque o Grêmio tomou mais 2 bolas na trave e, não sei se alguém viu algum avanço, mas eu nada vi de tática neste time.

Me impressiona uma gestão que se diz profissional, ver o clube perder um GRE-nal por 4x1, sair da Libertadores e deixar perder 30 dias para melhorar o time e agora, numa atitude mágica, comum na política antiga do futebol, trocar o técnico, isto, não é ação profissional, isto é falta de planejamento, falta de gestão de vestiário, isto é amadorismo.

Amigos sócios, não pensem que com isto, estou abrindo nesta próxima eleição, meu voto na oposição que está se arvorando como salvação e como uma "nova" política.

Nova política?

Por favor, um candidato que faz uma chapa para concorrer ao conselho deliberativo com o único objetivo de chegar ao poder, baseada em grupos políticos com visões e posicionamentos antagônicos (padrão as coligações feitas por partidos políticos para se manter no poder).

Sócios e torcedores, para mim e para a minha tristeza não vejo nada a melhorar com a manutenção desta gestão ou com a eleição do Bellini ou de qualquer outro apoiado neste modelo; não apresentam nada de novo, apenas a eterna briga por ter o poder no Grêmio .

Não vou desistir, mas enquanto não tivermos verdadeiramente PROFISSIONAIS fazendo a gestão do Grêmio, enquanto os que se entendem "donos" deste clube acreditarem em soluções mágicas, não vejo saída.

Torço para que seja contratado um bom técnico, que consigamos ganhar a Copa do Brasil ou até mesmo o Campeonato brasileiro, mas, se isto acontecer, será por ser um jogo de futebol, maravilhoso por suas vicissitudes, por suas singularidades, mas NÃO será por planejamento, por gestão profissional.

Realmente não estamos aprendendo com os exemplos que o mundo do futebol está nos dando e, temo por este continuísmo.