Grêmio forte em 2012

Paulo Pelaipe assumiu de vez o comando das negociações e contratações e já conseguiu confirmar o bom atacante Marcelo Moreno ao lado de Kleber Gladiador para o Grêmio em 2012. Ao mesmo tempo, diz-se que o Grêmio está tentando a renovação com o meia Douglas, que considero fundamental, além das especulações de Carlos Eduardo, Ibson e o zagueiro Alex, do Chelsea.

O ano de 2011 mostrou que construir estádio novo não garante o sucesso do clube e a atração da torcida. Lamento muito que Odone tenha precisado condenar o Grêmio a um ano tão ruim para finalmente tentar montar um time vencedor. Os possíveis interesses do nosso atual presidente travestem-se e confundem-se com suas possíveis intenções eleitoreiras futuras. Contudo, independente da motivação, o que queremos é um Grêmio forte.

É interessante observar e analisar os movimentos que a direção do Grêmio vem dando, pois eles diferem bastante dos procedimentos tradicionalmente adotados nos últimos anos, o que traz um certo alento de que o Grêmio volte a ser competitivo em 2012.

Tanto Kleber quanto Moreno foram trazidos com contratos longos (5 e 4 anos, respectivamente). O lateral-esquerdo Julio Cesar deverá renovar até 2014. Douglas está negociando sua permanência até 2015. Embora possa ser questionável e até arriscado fazer contratos longos com alguns jogadores mais velhos ou de conduta duvidosa, todos constituem exemplos de que o Grêmio está pensando um time além de uma temporada. Os contratos longos também podem ser uma boa fonte de receita pela venda futura dos direitos econômicos dos jogadores.

Diz-se, ainda, que a OAS está entrando como investidora nas contratações que o Grêmio está fazendo. Isto, aliado à participação constante de Jorge Machado nos negócios do clube, pode indicar que os dirigentes finalmente estão acordando para a nova realidade do futebol e tratando-o de forma profissional, em parceria com investidores e empresários, ao invés de seguir eternamente apostando na identificação dos jogadores ao clube.

Por último, noticia-se que o Grêmio está tentando desfazer-se de alguns jogadores que não vem dando bom retorno ao clube, como Adilson, Rodolfo e Edcarlos. Esta é mais uma política que considero acertada, pois estes jogadores, ficando no grupo, fatalmente acabarão sendo utilizados e prejudicando as nossas pretensões de vitória e títulos.